ELEVADOR É INSTALADO NO FÓRUM DE LIMEIRA 40 ANOS APÓS ENTREGA DO PRÉDIO

Fórum de Limeira, enfim, tem elevador em funcionamento

Bruna Lencioni, para a Gazeta de Limeira (19/10/2010)

Quase dois anos depois da construção do fosso, finalmente, ontem servidores, advogados, juízes e os visitantes puderam ver o elevador funcionar no Fórum de Limeira. O equipamento foi ligado e já transportou, pela primeira vez, em 40 anos de inauguração do prédio do Fórum Professor Spencer Vampré, um cadeirante.

Não é cena incomum observar advogados idosos, testemunhas, réus, ou mesmo servidores subindo as escadas com dificuldade, abarrotados de processos nos braços. O diretor administrativo do Fórum, Sérgio Lucco, lembrou que se cansou de ouvir reclamações em geral de pessoas que utilizam ou visitam a sede do Judiciário de Limeira. Na mesma linha falou o juiz da 2ª Vara Criminal, Luiz Augusto Barrichello Neto.
O magistrado declarou que ontem, durante as audiências, ouviu diversas manifestações em seu gabinete, no sentido de que demorou muito para a instalação, e, ainda, que verificar o elevador em pleno funcionamento era algo que pouco se acreditava.
Barrichello observou que a construção do elevador é responsabilidade do Estado, não do Município, e que “a demora mostra o descaso do Estado com a população, com os cadeirantes, pessoas com dificuldade de locomoção”. O juiz também esclareceu que audiências eram transferidas para o térreo devido à falta de um elevador em caso de réus ou testemunhas com algum tipo de deficiência que impedia o acesso pelas escadas.
O oficial de Justiça desde 1977 no Fórum de Limeira, Antonio Carlos Graciani, falou com entusiasmo do elevador, sem se esquecer de mencionar que o Poder Judiciário precisa estar acessível a todo o público. “Não acreditei que esse elevador começasse a operar. É muito tempo sem esse equipamento, mesmo com tanta necessidade de tornar o prédio acessível. Ficamos felizes principalmente por causa dos deficientes que tanto sofrem quando vêm ao Fórum”, concluiu.
O advogado Márcio Fernandes também defendeu a acessibilidade. Afirmou que cotidianamente verifica os problemas provocados pela falta de um elevador no Fórum. “Acho que o elevador veio tarde. O Fórum precisa dar o exemplo, pois como instituição do Poder Judiciário, que deve zelar pela Justiça deve funcionar de forma correta, para atender a todos de forma igual”, considerou.

HISTÓRICO

Apesar da demora, a previsão era de que o elevador seria entregue somente no final deste ano ou começo de 2011, previu Renato Maluf, proprietário da empresa que efetuou a compra. Ele disse em abril deste ano que entre a compra e a instalação do equipamento, a estimativa era de que pelo menos seis meses deveriam ser necessários para a fabricante entregar a encomenda, sem contar o período de instalação (aproximadamente 20 dias).
O elevador custou R$ 105 mil à Prefeitura, responsável pela licitação (o valor foi pago à R. Maluf, que efetuou a compra diretamente com a fabricante). A Prefeitura tentou realizar uma primeira concorrência pública, mas não houve sucesso no certame, devido à falta de interessados – o fato ajudou a atrasar instalação do elevador.
Para se ter uma ideia do fluxo de pessoas que passam pelo Fórum todos os dias, de acordo com levantamento da comarca, passam pela catraca diariamente 1,2 mil pessoas, sendo que uma parte entra pelo local mais de uma vez por dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s